terça-feira, 26 de julho de 2016

Endometriose X Infertilidade: Fertilização in Vitro

Nos últimos dois posts escrevi sobre aspectos gerais da infertilidade em mulheres com endometriose, e também sobre como saber se a cirurgia é uma boa opção para alcançar a gestação.
Neste post vou falar sobre os prós e contras da opção "Fertilização in Vitro (FIV)"

Em mulheres com endometriose e dificuldade para engravidar a FIV é uma opção para "passar por cima" da doença e alcançar o objetivo gestação.
Alguns aspectos devem ser destacados.
Como mencionei acima, a FIV apenas "passa por cima" da endometriose, não é, portanto, um tratamento para a doença, mas apenas uma forma de ir, de forma mais rápida, ao objetivo gravidez.
Além desse fato, devem ser considerados alguns aspectos do procedimento:
Quando fazemos a FIV temos como objetivo inicial conseguir entre 10-15 óvulos por ciclo de estimulação. Como as mulheres produzem apenas um por ciclo temos que usar uma quantidade grande de hormônios para alcançarmos este número. Este estímulo hormonal pode levar a algumas consequências, sendo a mais temida a Síndrome do Hiperestímulo Ovariano. Isso acontece quando os ovários respondem demais aos hormônios. esta resposta exagerada aumenta os níveis de hormônios circulantes, levando ao acúmulo de líquido em locais inadequados, como pelve, pulmão dentre outros. Na sua forma grave, a paciente, pode necessitar de hospitalização, e eventualmente a retirada, por meio de punção do líquido em excesso.
Outro ponto a ser salientado é que se para alcançarmos a gestação vamos precisar da FIV, se depois de alguns anos o casal quiser outro filho vamos precisar de nova fertilização, já que não tratamos a endometriose.
Qual a chance de sucesso com a FIV? Isso depende de diversos fatores, sendo o mais importante a qualidade dos óvulos, que é bastante relacionado a idade da mulher. Geralmente, quando temos óvulos, e embriões, de boa qualidade a chance de sucesso por ciclo é de cerca de 50%.
Mais um aspecto relacionado a FIV é o valor. O procedimento não é coberto pelos planos de saúde, portanto é inteiro "particular", os valores são altos, já que incluem toda infraestrutura de laboratório, materiais de alta tecnologia e medicações de alto custo.
Quais os passos da FIV?
1. Estímulo ovariano
2.Captação dos óvulos (feita em centro cirúrgico sob sedação)
3.Fertilização dos óvulos em laboratório
4. Transferência dos embriões para o útero
Depois da transferência aguardamos cerca de duas semanas para fazer o teste de gravidez.

Desta forma, um pouco simplificada, termino os 3 posts relacionados a endometriose e infertilidade.
Espero ter fornecido informações que possam ajudar na escolha, junto com seu médico, do melhor caminho para vcs alcançarem a gestação!
Copyright © Clínica Dr. Eduardo Schor - Endometriose - CRM-SP 77183. Todos os direitos reservados. Design por Winplex no Brasil.